quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Artigo de Feng Shui publicado revista Flor de Lótus nº 36, Novembro e Dezembro

Feng Shui na Av. da Liberdade


HAPPY LIBERDADE é um projecto inédito, que nasceu com base na missão da marca Dyrup, ‘Happy Colours, Happy Life’. Tendo em conta as características da Avenida, o objectivo de Alexandre Gama e Paula Margarido, os dois consultores de Feng Shui que desenvolveram o projecto, é dar uma nova vida a esta zona, apenas com a utilização da cor.

" A nossa proposta baseia-se em criar equilíbrio, dinâmica, vida, alegria, felicidade, calma, recolhimento, tranquilidade, leveza, prazer nos diferentes espaços onde intervimos. Assim todo este projecto tem em conta as características da Avenida, do clima de Lisboa, do modo como os transeuntes utilizam estes diferentes espaços e de como o poderão fazer com maior proveito.

A Avenida da Liberdade é um dos ícones de Lisboa, uma das referências, um dos passeios que existem nesta cidade.
Sendo uma zona onde se encontram importantes Hotéis, empresas e lojas de renome, na generalidade a Avenida é utilizada como um espaço de passagem e poucas são as vezes em que é utilizada como simples passeio ou espaço de caminhada.
Neste momento são os turistas aqueles que fazem o percurso completo. Os restantes transeuntes que por ali passam, fazem-no a correr e não desfrutam do agradável ambiente que ali existe.

Vamos atrair mais pessoas a passear mais pela avenida, vamos fomentar a circulação das pessoas a escolha de passeios pedonais em vez do usual carro.
Sem alterar qualquer característica estrutural existente na Avenida, este projecto visa o acender da cor, propomo-nos a dar uma nova vida à Avenida apenas com a utilização da cor.
A cor tem o poder de interagir com as pessoas e promover diferentes estados de espírito. Vai trazer mais “luz” a zonas que possam estar mais escuras, degradadas e estagnadas, ou vais trazer mais calma, segurança e tranquilidade em zonas de maior desgaste.

A Avenida será demarcada em diferentes zonas. Uma delas é a zona central que se situa perto do Cinema S Jorge e do Teatro Tivoli, onde estarão presentes uma amostra de cada um dos diferentes sectores com as respectivas energias.
Para além disso a Avenida estende-se em dois braços, um seguindo a energia metal de noroeste e outro seguindo a energia árvore de sudeste.

A zona central funciona como o coração da Avenida, o centro onde tudo é mais forte, funcionará como o foco principal onde podemos experimentar um pouco de cada energia diferente, ou seja, onde podemos experimentar diferentes emoções numa área que permite um passeio agradável e harmonioso.
As cores escolhidas são de acordo com as diferentes zonas demarcadas e estudadas pelo método do Feng Shui.
Junto a cada zona haverá informação disponível a explicar o porquê de cada cor e a que tipo de emoção se adequa mais. Qual o tipo de utilização ou de experiencia se deverá promover em cada área distinta.
Acreditamos que a forma mais harmoniosa de proceder a esta mudança de visual da Avenida será colorir os gradeamentos e pintar os bancos – traves de madeira.

No sector norte predominam o azul escuro, azul marinho e negro, é onde está concentrada a energia da água, que representa a calma, a tranquilidade e a flexibilidade. É uma zona boa para praticar desporto tipo Yoga ou Tai Chi.

No sector nordeste teremos as cores da terra clara, os castanhos, cremes, amarelos suaves. Aqui a cor deve evitar o brilho e apostar no mate. Promovemos também a horizontalidade. Neste sector está uma das energias da terra, a montanha, que representa o conhecimento e a sabedoria. É uma zona boa para estar a ler um livro, a estudar ou a praticar um jogo em grupo. Aqui o desafio e a competitividade estão presentes.

No sector este imperam os verdes e devemos fazer salientar a verticalidade. Temos presente a energia da árvore do trovão que representa a novidade, a aventura e o impulso. Aqui somos incitados e experimentar coisas novas e a nos atrevermos. É um espaço rápido.

Em sudeste temos os azuis e também a verticalidade. Aqui está a outra energia da árvore, mas esta representada pelo vento está associada à comunicação, às viagens e aos progressos. É uma das melhores energias, é a representação da harmonia e do estar no sítio certo no momento ideal. A presença dos lagos com água corrente é muito auspiciosa.

Em sul queremos uma explosão de cor, o violeta, o púrpura, o lilás e o anil, com apontamentos ou salpicados de vermelho, amarelo, laranja, verde e azul. Neste sector temos a energia do fogo que se relaciona com a fama, a reputação, a vida social o convívio entre as pessoas, a festa e a paixão em todos os sentidos.

A sudoeste voltamos a ter os tons terra mas aqui damos prioridade aos castanhos e tons pastel com alguns apontamentos femininos. Promovemos sempre a horizontalidade. Esta energia terra associa-se ao lado feminino, à maternidade, à segurança ao apoio e à harmonia entre as pessoas. É uma zona muito boa para uma conversa ou passeio a dois.

A oeste temos as cores do pôr-do-sol, os amarelos fortes, os laranjas, os prateados e os dourados, e os brilhos. Aqui a energia do metal rico propõe a alegria, o prazer, a sofisticação, a riqueza e o desfrutar de tudo o que é bom e de qualidade. Área muito boa para um passeio ao final do dia, um encontro com um amigo, uma exposição de arte, ou até mesmo um quiosque com bebidas.

A noroeste mantemos os brilhos dos metalizados mas de uma forma mais estilizada, simples e minimalista. Branco, cinza e vermelho são as cores recomendadas. Neste sector temos o metal da organização. O sector do pai ou do masculino, da ordem e do exemplo, respeito e responsabilidade. Esta energia promove o controlo das situações e ajuda a tomar decisões no sentido da direcção que precisamos.

Nas diferentes zonas da Avenida destacamos a zona superior junto do Marquês onde a energia é influenciada pelas qualidades do metal de noroeste e onde temos alguma concentração de empresas, bancos, e de uma presente força mais masculina.

Já na parte inferior da Avenida, junto aos Restauradores, a energia relaciona-se com o sector de sudeste onde a inovação, a criatividade, a comunicação e o progressismo são beneficiados. Nesta zona encontramos alguns hotéis modernos, espaços orientados para um público mais jovem e alternativo."

Texto publicado na Revista Flor de Lótus -
Autores do trabalho/ projecto de Feng Shui: Alexandre Gama e Paula Margarido (consultores de Feng Shui e professores no IMP - Instituto de Macrobiótica de Portugal

Contactos:
Alexandre Gama: http://www.fluir.com.pt
Paula Margarido: http://www.alinktobalance.com




Sem comentários:

Publicar um comentário